#ACOMPANHE ⚠️
Acusado de arrastar cachorro até a morte em Jaguaré (ES) deixa a cadeia após pagar R$ 10 mil de fiança.

Após ficar preso por mais de 60 dias em São Mateus, 𝗠𝗮𝗻𝗼𝗲𝗹 𝗕𝗮𝘁𝗶𝘀𝘁𝗮 𝗱𝗼𝘀 𝗦𝗮𝗻𝘁𝗼𝘀 𝗝ú𝗻𝗶𝗼𝗿 deixou a prisão no final do mês de dezembro. O homem é acusado de amarrar um cachorro em um carro e arrastar o animal até a morte. O caso aconteceu em Jaguaré, cidade que também fica no Norte do Espírito Santo. A informação sobre a soltura do homem foi confirmada à imprensa, pela Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e pela defesa do acusado.


“Ele foi solto no dia 22 de dezembro em razão de um habeas corpus concedido pelo Tribunal de Justiça, após ficar mais de 60 dias preso. Foi arbitrada fiança e várias condições para que ele fosse colocado em liberdade. Essas condições estão sendo cumpridas e o acusado responderá aos demais atos do processo em liberdade”, disse o advogado Jovacy Peter Filho.

O habeas corpus foi assinado no dia 18 de dezembro de 2020 pela desembargadora Elisabeth Lordes, em Vitória. Dois dias antes, a liberdade de Manoel foi negada pela juíza Elaine Cristina de Carvalho Miranda, de Jaguaré.

No habeas corpus, a desembargadora justifica sua decisão apontando que Manoel colaborou com a autoridade policial, tendo comparecido espontaneamente à delegacia. Além disso, a magistrada afirma que o homem é réu primário, possui residência fixa e trabalho.

Para a libertação, a desembargadora estipulou algumas medidas. Entre elas, o pagamento de uma fiança de 10 salários mínimos, totalizando 𝗥$ 𝟭𝟬.𝟰𝟱𝟬,𝟬𝟬. Na ocasião, esse valor ainda não tinha sido ajustado, atualmente o salário mínimo é R$ 1.100,00.

Fonte: A Gazeta ES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui