A maior parte dos processos que envolvem o prefeito de Ecoporanga, Elias Dal’Col, estão relacionados a crimes de Improbidade Administrativa, muitos ligados a Lei de Licitações 8.666/93. Outros por abuso de poder e ações Civil Pública.

Não é de hoje que os escândalos das administrações do prefeito Elias Dal’Col acontecem, em 2016 o prefeito teve parte dos seus bens bloqueados pela justiça para garantir o ressarcimento aos cofres públicos (Número do Processo: 0000928-36.2016.8.08.0019).

É difícil explicar para a população onde esta sendo gasto tanto recurso público municipal quando a cidade vive um de seus piores dramas na administração pública, a maior parte das obras que estão sendo realizadas no munícipio estão sendo realizadas pelo Governo do Estado.

O prefeito Elias Dal’Col tomou posse no dia 1º. De janeiro de 2017, ficou praticamente três anos 2017/18 e metade de 2019 praticamente sem fazer nada de inovador e não apresentou soluções concretas para Ecoporanga. Já no segundo semestre de 2019, a administração do atual prefeito, começou a fazer alguma coisa, mesmo assim com recursos do Governo Federal e Estadual.

A população não entende porque a cidade não desenvolve, uma das respostas podem estar na quantidade de processos judiciais que o prefeito Elias Dal’Col responde na justiça por improbidade administrativa, outra resposta esta no forma do prefeito administrar a cidade, tudo é centralizado e comandado pelo atual gestor, outro fato que deixa a população indignada é o fato dos contratos do lixo na cidade, não é possível que o ex-secretário Thiago Caldeira juntamente com o Vereador Robério tivessem praticados os atos nos contratos do lixo sem anuência o conhecimento do prefeito.

Outro fato que não pode ficar de fora, é a atual Câmara de vereadores de Ecoporanga, onde a maior parte dos vereadores são da ‘base aliada do prefeito’ e são considerados pelo mesmo como ‘VEREADORES BANANAS’ com raras exceções, entre elas estão os Vereadores Genaldo, João Batista e Nivaldo que em seus discursos não poupam as atrocidades da administração do atual prefeito.

Até hoje, nenhum vereador tomou a iniciativa de mandar abrir uma PCI para apurar as irregularidades da administração Elias Dal’Col escândalos mais recentes como o contrato dos lixos que possivelmente foram desviados milhões deste contrato até hoje nenhum vereador abriu a boca para defender o povo sobre este caso, outro escândalo recente foram as obras realizadas na fazenda e no sítio do prefeito, dezenas de caminhões, maquinas, tratores, funcionários públicos e diga-se de passagem, dizem que neste dia dos fatos na fazenda do prefeito tinha um vereador trabalhando como motorista, transportando a areia tirada da fazendo do mandatário.

Quem paga por tudo isso são os munícipes que ficam sem receber do município o tratamento que deveriam receber nas áreas da saúde, educação, infraestrutura entre outros. Finalizando, para que a prefeitura gasta dinheiro com pagamento de salários para os secretários se estes não tem autonomia sobre as suas pastas? Tudo é centralizado e determinado pelo prefeito que coordena todas as ações.

Não é a toa que nos meios políticos da cidade já se comenta que a rejeição do atual prefeito superou a do ex-prefeito Pedro Costa, não era para menos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui